Universo Avatar RPG

Fórum de RPG baseado na animação de Avatar: A lenda de Aang e Avatar: A lenda de Korra.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

The first step to the Wind || Danzou ♠

por Roku em Qua Jun 01, 2016 2:58 pm

Roku

avatar
Avatar
Ver perfil do usuário
Depois de presenciar o que aconteceu com seus pais, Danzou se recuperou no meio da noite. Ele viu de longe, seus pais lutando como guerreiros lendários, mas sendo derrotados devido à grande quantidade de mercenários. O recém iniciado na dobra do ar, viu sua mãe realizar feitos incríveis com as mãos, enquanto seu pai fazia o oposto, abrindo o ar ao meio enquanto balançava a katana várias vezes até finalmente se ver coberto de vermelho. Dizem que quando o avatar alcança o ápice do seu poder, a luta se torna descomunalmente bela, mas Danzo viu o vermelho e branco desenharem o céu e o chão de formas apaixonantes.
 
Era luta, era caos, era sangue e acima de tudo morte. Ainda havia naquele lugar, alguns pedaços de mercenários, braços, pernas. Tudo resultado daquela luta. Havia tudo isso, mas quando Danzou se manteve de pé, não havia um único sinal de seus pais. Apenas sangue sem nenhum rastro.
 
O garoto ainda tinha o corpo dolorido por causa do golpe do seu pai. Mas ele tinha um objetivo estabelecido. Ele iria até a cidade república. E iria encontrar seus pais. Mas ele não podia voar, e também não era um dobrador de água. Ele tinha que cruzar o mar para chegar até o continente.
 
Estava frio, mas o sangue corria quente de raiva com o que estava acontecendo. O vento assoprava para o sul, e por algum motivo o garoto sentia que isso era um sinal. Ele tinha que encontrar um meio de viagem. E conhecia um porto, distante, que levaria ele até Ba Sing Se por um preço.
 
Porém, enquanto pensava nisso, ele via, voando pelo céu noturno um bisão voador. Ele parecia domado, e estava alto demais para enxergar, mas Danzou tinha certeza de ter visto um homem em cima dele. O Bisão estava pousando na ilha, mas na direção oposta ao porto e um pouco longe também.
 

O garoto tinha que decidir para onde ia. E se iria voltar até o vilarejo destruído, para tentar salvar alguns suprimentos de sua casa, ou quem sabe ver se alguém sobreviveu. 


Obs: Esse post será puramente interpretativo, e se passa assim que acaba a história da sua ficha, poste para onde vai e INTERPRETE o máximo que der. 



Now I see fire, Inside the mountains, I see fire, Burning the trees
And I see fire, Hollowing souls, And I see fire, Blood in the breeze
And I hope that you remember me...
#1
Ver perfil do usuário
Meu corpo doía, principalmente na parte da nuca, mas não mais que o meu coração. Minha vila tinha sido devastada por homens inescrupulosos, eles haviam levado meus pais para o desconhecido e eu não fazia ideia do que fazer naquele momento. Tento me levantar, meu corpo ainda estava rígido, não sabia ao certo como meu pai tinha feito aquilo mas era muito impressionante. Começo a caminha de arrasto para o local onde fora o centro da batalha dos meus pais contra os filhos da puta e em meio aos sangue e membros decapitados tento achar alguma arma que pudesse me servir já que ainda poderia haver mercenários mais para o centro da vila. Caso eu ache, ou não, sigo para lá.

Vou caminhando de arrasto para o centro, tomo cuidado e vou analisando o local para ver se havia algum inimigo restante. Vejo que um bisão voador estava pairando no céu e se preparando para um pouso na ilha, talvez fosse o transporte dos mercenários. Sim, não era todo o dia que um dobrador de ar aparecia por ai montando em uma besta gigante. Começo então a correr na direção em que ele provavelmente iria pousar, eu tinha que encontrá-los.



A honra é o fio da lamina

#2

Re: The first step to the Wind || Danzou ♠

por Roku em Qua Jun 01, 2016 11:23 pm

Roku

avatar
Avatar
Ver perfil do usuário
O garoto, com a nuca latejando, caminha até os pedaços de corpos com sangue. Não encontra nenhuma arma, apenas umas lascas de metal caídas no chão, incapazes de serem seguradas por serem muito pequenas e afiadas. Provavelmente, era alguma arma destroçada pela katana de seu pai. Aquela espada parecia ser feita do mais puro e perfeito metal. Uma arma cara, digna apenas dos melhores guerreiros. Danzou não fazia a mínima ideia de como seu pai tinha ela, mas isso com certeza era impressionante. Obviamente, a sua família tinha mais segredos do que ele sabia.
 
Decidido à voltar até sua vila, ele caminha alguns pequenos metros, não era uma distância curta o suficiente para ele passar em segundos, mas era grande o suficiente para sua dor desaparecer quando ele chegou até o vilarejo. Lá, um aperto no peito substituiu a dor que ele tinha na nuca. Com um cheiro horrível de fumaça que fez ele tossir, cinzas e madeira queimada se quebravam abaixo do seu pé, enquanto todas as casas estavam desmanchadas em puro carvão. Era assustador o que aconteceu com sua casa e a de seus vizinhos, ver tudo que foi base para sua vida até agora, queimado, deteriorado.
 
Mas o pior de tudo, foi quando Danzou sentiu cheiro de carne queimada, e reparou, algumas manchas de vermelho entre a imensidão negra. Haviam corpos carbonizados, pessoas sem braços, cabeça e todas petrificadas pela negritude que cercou sua pele. Todos estavam mortos.
 
Cada passo do garoto passava um som de madeira se quebrando, como se ele mastigasse algo crocante, como se pisasse e mastigasse todo o passado que ele teve. O próprio vento estava cinzento. E foi na estrada que cortava a vila, que o garoto percebeu algo. Riscos padronizados, indo para o norte, exatamente onde o bisão parecia ter ido. Era como se uma carroça houvesse passado por ali. E na direção que ela havia ido, longe, havia um bastão em meio à brasa. Provavelmente derrubado pela carroça após tudo que havia acontecido.
 
Era o mais próximo de uma arma que ele teria. Se pegaria ou não, ele teria que decidir. Danzou caminhou na direção do bisão. Já tinha seu destino traçado. Mas na saída da vila algo aconteceu que arrepiou as costas do dobrador de ar.
 

- Arrgghhh... - Suspira uma voz, dolorida. Danzou vira de costas, e vê, se movendo na brasa, um corpo ainda vivo. 



Now I see fire, Inside the mountains, I see fire, Burning the trees
And I see fire, Hollowing souls, And I see fire, Blood in the breeze
And I hope that you remember me...
#3
Ver perfil do usuário
Eu não saberia dizer o que doía mais: ver meus pais sendo sequestrados sem poder fazer nada ou ver a vila em que eu nasci e vivi a vida inteira totalmente destruída. Eu não precisava escolher uma delas pois as duas circunstâncias foram trazidas a mim no mesmo instante. Serro os punhos e espremo meus olhos para as lágrimas não rolarem, se eu tivesse treinado mais eu poderia ter combatido aqueles filhos da puta e nada disso teria acontecido.

-AAAAAHHHHHHHHHH! -Dou um grito de raiva e dor, então limpo as lágrimas dos olhos e resolvo continuar seguindo para onde o bisão voador estava indo, pois poderia ser uma pista dos meus pais.

Quando eu estava saindo do centro da vila eu escuto um barulho e viro-me rapidamente pensando ser um inimigo, antes fosse. Um corpo se movia em meio as brasas, sua pele estava preta, carbonizada. Ele tentava se arrastar e provavelmente gritar por socorro mas estava praticamente morto. Corro ao seu encontro e vejo qual era a verdadeira situação daquela pessoa, tento ajudá-la da melhor forma possível, se fosse preciso matá-la para aliviar seu sofrimento eu faria. Ajudá-lo era o mínimo que eu poderia fazer para me redimir.



A honra é o fio da lamina

#4

Re: The first step to the Wind || Danzou ♠

por Roku em Sex Jun 03, 2016 1:49 pm

Roku

avatar
Avatar
Ver perfil do usuário
Enfurecido, o garoto ardia ainda mais que a brasa. Sua alma queimava como combustível para o ódio, ele sabia que não era um bom caminho continuar assim... Isso acabaria deixando-o vazio. Ele não podia deixar a raiva tomar conta de suas emoções, pois ela nubla os pensamentos e faz as pessoas agirem com imprudência. Danzou não poderia se dar ao direito de ser imprudente. Não mais.
 
Esses pensamentos se dissolveram ao ouvir o homem gritando atrás de si, com dor. De imediato, Danzou correu até ele e se abaixou diante de seu corpo carbonizado, e viu como  os humanos são animais. O homem, sobrevivente, era amigo de sua família. Ele estava com parte dos órgãos à mostra. Era impossível ele se manter vivo dessa forma, mas ele conseguiu. Não tinha um dos braços, e estava completamente nu, podendo-se assim ver ele em seu mais deplorável estado. Até seus olhos estavam machucados, completamente secos no fundo de suas órbitas. O homem, sem visão, apalpou entre a proximidade até sentir o braço do dobrador de Ar.
 
- Sh... Shimura, é você? - Se ele pensava que era Danzou ou seu pai, o garoto não sabia dizer. - Foram eles, eu tenho certeza! - Sua voz estava rouca, como se a própria fumaça quem estivesse falando.
 
Ele provavelmente estava surdo. Pois tentava falar em tom alto e Danzou não obtia confirmação nenhuma ao falar com ele. Mas sentiu, enquanto a mão agarrava seu braço, a aspereza gerada pela pele carbonizada, misturada com sangue. A pele queimada chegava a arranhar o braço do dobrador de ar.
 
- Peça apoio à Nova Repúblia Shimura!!! - Ele gemia enquanto falava, sentia muita dor e teria uma morte lenta. - Eles podem ajuda-lo mais uma vez...
 
A partir daí, o homem não disse mais nada. Apenas gemia de dor. Danzou não conhecia muito sobre medicina ou curandeirismo, mas sabia que aquele era um caso sem volta. Não entendia o motivo de o homem ter sobrevivido por tanto tempo, uma pessoa normal acabaria morta, sem dúvidas, mas esse cara parecia difícil de matar. O dobrador de ar tinha apenas um bastão, o que seria uma arma bruta para matar alguém. Ele tinha que decidir o que fazer e como fazer. Se iria matar o homem ou o deixaria vivo. (Decida)
 
E depois de tudo. Com o coração estraçalhado, o dobrador de ar sai em direção ao lugar onde o Bisão havia pousado. Ele andou, e andou. Vagou pela estrada de terra batida iluminado apenas por estrelas amedrontadas, que se escondiam atrás das nuvens, e por uma lua que espiava através das frestas das mesmas, como que para ver a desgraça da vida do dobrador de ar. Mas ele continuava andando. E andou até a lua se esconder, até o sol escalar as montanhas e começar a subir aos céus. Sua roupa suava, e começava a grudar no corpo. Mas então, ele finalmente chegou no seu destino.
 

E era uma vila vizinha, intacta. Ele não era um detetive, mas sabia que o ataque que teve em sua vila... Não foi feito por vândalos. Eram pessoas que buscavam alguma coisa, ou alguém. A vila atual, não estava muito cheia e era cercada de árvores. Também não parecia muito grande. Era pequena o suficiente, para que assim que estivesse na entrada, Danzou visse o Bisão, sozinho e parado no pátio da vila.  



Now I see fire, Inside the mountains, I see fire, Burning the trees
And I see fire, Hollowing souls, And I see fire, Blood in the breeze
And I hope that you remember me...
#5

Conteúdo patrocinado


#6

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum