Universo Avatar RPG

Fórum de RPG baseado na animação de Avatar: A lenda de Aang e Avatar: A lenda de Korra.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Luta Amadora | Taylor Black

por Zukko em Dom Maio 29, 2016 9:28 pm

Zukko

avatar
Narrador
Ver perfil do usuário
Taylor era uma garota solitária.

Muda, órfã e largada nas ruas da Cidade República, sempre tentando treinar sua dobra nos becos. Por ter uma aparência frágil, normalmente as pessoas não mexiam com ela, mas às vezes pessoas mal intencionadas ou espíritos ruins tentavam persegui-la e ela era obrigada a correr. Percebendo que não conseguiria sobreviver para sempre nas ruas sem treinamento, a garota procura e encontra uma arena de combates de dobra.

Determinada, ela logo faz sua inscrição e aguarda a hora da luta. Quando chega a sua vez e ela sobe na arena, a plateia solta risos nervosos e alguns até divertidos, pois ela era uma moça nova e pequena, enquanto seu adversário era um garoto dobrador de terra. Notavelmente ele era tão amador quanto ela, pois não era corpulento e não parecia totalmente convencido de si, mas isso poderia ser um risco, pois ele levaria a luta a sério.

Nos auto falantes, a voz do locutor começa a gritar:


- E AGORA TEMOS DOIS NOVATOS! A GAROTINHA TAYLOR, DESCONHECIDA, E O NOVATO SAKAGAMA, DO REINO DA TERRA. É SUA PRIMEIRA VEZ AQUI, MAS SEU PAI É MUITO PODEROSO HEIN. SE PREPAREM... JÁ!

Cada um estava de um lado da clássica arena, mas podiam circular livremente entre suas zonas. Muito abaixo, o tanque de água estava lá para quem fosse obrigado a dar um mergulho. O garoto parecia nervoso, mas logo ergue um disco de pedra. Ele não exitaria em nocautear ou derrubar Taylor no poço.

#1

Re: Luta Amadora | Taylor Black

por Taylor Black em Seg Maio 30, 2016 2:10 pm
Ver perfil do usuário
Algumas vezes as coisas ficam difíceis. Tive que aprender isso da maneira mais complicada, que é passar sozinha por todas essas coisas e ter que dar um jeito de lidar com isso. Na maioria das vezes, o único jeito é recorrer ao sangue. Já fazem dois anos desde o ‘acontecimento’ com meu pai, e desde aquele dia eu passei a viver com medo, em becos, ruelas. Esse medo me fez fazer coisas ruins, esse medo me fez chorar, mas com o tempo eu parei de hesitar, com o tempo já não havia necessidade de remorso.
 
A vida perdeu o sentido, e hoje eu sei que já vi e fiz mais coisas que alguns adultos, já lutei contra monstros vestidos de humanos, e já vi monstros melhores que pessoas. Em todos os casos, eu já não sei o que andei me tornando, mas é algo vazio, triste. E quando vejo meu reflexo, já não conheço mais a pessoa do outro lado.
 
Porém, não adianta só esperar para coisas ruins acontecerem. Eu tenho que estar preparada, eu tenho que ser mau com os outros para que eles não sejam maus comigo. Ouvi dizer que alguns templos do ar estão sendo reabitados, talvez eu devesse ir pra lá. Mas não sei se consigo sobreviver à uma viagem a pé, e também mal consigo me manter mendigando na rua, seria difícil conseguir pagar por uma viagem segura. Eu tinha que dar um jeito de conseguir dinheiro, e força ao mesmo tempo. O único lugar pra isso era a Arena.
 
Inscrevi-me em uma batalha amadora. Foi difícil fazer a inscrição sendo muda e não sabendo escrever e ler. O homem teve que me fazer perguntas de sim e não, e eu acenava com a cabeça. A única coisa que consegui escrever para ele fora meu nome, que também foi a única coisa que meu pai havia me ensinado. Por algum motivo, “Taylor” agora, me parecia uma palavra amaldiçoada.
 
Mas eu consegui. E em pouco tempo já estava sendo anunciada para subir até a Arena contra um dobrador de terra. Não lembro quando me tornei tão fria, mas assim que encarei seus olhos, senti que não deveria ter pena. Busquei manter uma posição que me dê mobilidade, nunca soube muito sobre dobra de ar mas sabia que isso é uma das coisas mais importantes. O braço esquerdo se mantinha na frente também, com a palma aberta, enquanto o direito estava puxado para trás, como punho.
 
Assim que a batalha começou, o dominador de terra ergueu um dos discos. Aproveito essa posição, para girar, me abaixar ou pular para os lados, retornando os braços na mesma posição e abusando da minha mobilidade como dobradora de Ar. Se conseguir, estico para frente com o máximo de força possível o braço direito, como um soco, para tentar fazer uma onda de choque de ar atingir o meu adversário no peito, para empurrá-lo para trás.
 

Ao fim de tudo, me mantenho atenta para me esquivar de coisas imprevistas.



De todas as passagens na vida, a morte é a mais bela. 
#2

Re: Luta Amadora | Taylor Black

por Zukko em Ter Maio 31, 2016 8:05 pm

Zukko

avatar
Narrador
Ver perfil do usuário
Taylor era fria e determinada. Assim que entra no campo de batalha procura um posicionamento mais ao centro, onde podia se mover com tranquilidade. Assim que o disco é lançado ela gira facilmente no ar, leve como uma pena. Em seguida ela tenta a sua investida. Porém, os movimentos firmes e o soco para frente pareciam mais movimentos da dobra de fogo, logo o vento produzido por ela só serviu para incomodar o dobrador de terra, mas não empurrá-lo. Ela precisaria ser mais leve e tranquila nos golpes. Usar raiva ou só vontade não seria eficiente.

O sobrador adversário ergue mais um disco, mas dessa vez ele começa a caminhar para frente, para atirar na garota de mais perto.

#3

Re: Luta Amadora | Taylor Black

por Taylor Black em Qua Jun 01, 2016 1:23 pm
Ver perfil do usuário
“Não funcionou?” questionei-me ao ver o inimigo intacto. Pelo jeito, pessoas não eram tão leves quanto papel. Isso não era problema. Se consegui me esquivar do disco sem muita dificuldade, talvez eu consiga fazer novamente. Teria que fazer as coisas de um jeito diferente dessa vez. Então, enquanto ele ergue o disco, ergo a mão direita com a palma virada para baixo até a altura do queixo, girando-a sobre o um eixo invisível, como um polo. E a mão esquerda com a palma para cima, na altura do umbigo, fazendo o mesmo movimento, no mesmo sentido, com o intuito de criar uma pequena esfera de ar.


Se conseguir, faço algo arriscado. Soco o chão com ela, na tentativa de fazê-la explodir como um balão de ar e me jogar para cima em diagonal, para frente. Isso serviria tanto para me esquivar do disco que vinha na minha direção, quanto para me aproximar do meu adversário. Enquanto disparada no ar, giro meu corpo ao redor de si mesmo, com um joelho erguido e os braços abertos, buscando manter a posição de um peão. Tento manipular o ar ao meu redor para que crie uma pequena, porém rápida movimentação de vento.


Quando próxima de aterrissar, abuso de minha leveza de dominação e idade para aproveitar um movimento arriscado, buscando continua-lo mesmo que me machuque. Onde, ainda aproveitando o giro, atinjo o chão com o braço direito, mas continuando a queda em giro, movimentando o pé sobre o chão, como uma rasteira, para que o vento ao meu redor gere uma força repulsiva para jogar o dobrador de terra.


Aterrissagem assim: http://37.media.tumblr.com/tumblr_m2wwmiGRwO1ruwew1o1_500.gif 



Caso não consiga fazer uma esfera de ar densa o suficiente com as mãos para me jogar para o alto, eu continuo a movimentação, apenas para concentrar uma corrente de ar pesada entre minhas mãos. Flexiono o joelho direito enquanto estico o esquerdo. Quando ver o disco de terra vindo em minha direção, jogo o peso do corpo para minha esquerda, fazendo-o girar ao redor do pé esquerdo. Esse movimento seria automaticamente uma esquiva, que me faria girar. Aproveito o giro para concentrar mais ar ao redor do meu corpo, e quando ele terminar, fixo os pés empurrando as duas palmas das mãos para a frente, gerando uma ventania mais forte em direção ao dobrador de terra.


 
Caso a esfera me jogue para o alto, mas mesmo assim eu não consiga aterrissar com perfeição, eu busco me recompor, e manter a mesma posição de antes, ficando de olho nos movimentos do inimigo.



De todas as passagens na vida, a morte é a mais bela. 
#4

Re: Luta Amadora | Taylor Black

por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado


#5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum